Sistema Poliedro conquista 19 medalhas na Olimpíada Paulista de Física

Resultado representa um recorde para o Colégio Poliedro e escolas parceiras

 

Alunos medalhistas do Sistema Poliedro após cerimônia de premiação da OPF

           

           No último sábado (30/03), estudantes do Colégio Poliedro e de duas escolas parceiras do Sistema de Ensino Poliedro, Colégio Villa Lobos (Amparo-SP) e Colégio Mater Amabilis (Guarulho-SP), foram ao Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) para participar da cerimônia de premiação da Olimpíada Paulista de Física (OPF) 2018.

           Os alunos do Colégio Poliedro conquistaram um total de 9 medalhas (4 ouro, 2 prata e 3 bronze). O Colégio Villa Lobos obteve 8 medalhas (2 ouro, 2 prata e 4 bronze) e o Colégio Mater Amabilis garantiu duas medalhas de prata. Ao todo, foram conquistadas 19 medalhas (6 de ouro), sendo esse o melhor resultado já obtido pelo Colégio Poliedro e pelo Sistema Poliedro na OPF.

           O Colégio Poliedro e o Colégio Villa Lobos também foram contemplados, cada um, com dois certificados: um por ter mais de três alunos medalhistas e outro por ter medalhistas de ouro. É o terceiro ano consecutivo que o Colégio Poliedro é contemplado nas duas categorias.

 

Luis Borim, mantenedor do Colégio Villa Lobos, e Lucas Nyari, coordenador de Inteligência Educacional do Poliedro, recebem certificados da organização da OPF

           

            “Foi um grande resultado e um recorde para o Poliedro”, destaca Lucas Nyari, coordenador de Inteligência Educacional do Sistema Poliedro. “Ficamos felizes pelos resultados e pela participação dos estudantes, incluindo aqueles que não foram premiados, pois a participação em competições como essa promovem o autoconhecimento, a vontade de se superar e a capacidade de analisar e solucionar problemas”, complementa o coordenador.

            “Já participamos de 18 edições da Olimpíada Paulista de Física, e hoje é um dia de muita alegria para mim e para a equipe do Colégio Villa Lobos. Sinto uma alegria especial também pelas duas alunas que conquistaram as medalhas de ouro”, relata Luis Fernando Borim, mantenedor da escola parceira Colégio Villa Lobos. “Comemoramos as medalhas, mas há outras conquistas para celebrar. Fico feliz por ver que a participação em olimpíadas proporciona aos estudantes conhecimento e experiências positivas que levarão para a vida”, complementa o mantenedor.

            “A olimpíada e a premiação são importantes para a divulgação da ciência entre os alunos e para estimular os estudantes a estudarem e a gostarem da Física”, afirma Caio Correia Gomes, professor de Física da escola parceira Colégio Mater Amabilis.

 

Crescimento pessoal e acadêmico

            As olimpíadas científicas são um incentivo ao aprendizado e à descoberta de novos campos da ciência e da tecnologia. Além disso, a participação nas diversas competições possibilita um crescimento pessoal significativo.

            “Sempre gostei de enfrentar desafios, e a participação nas olimpíadas científicas traz, além de novos desafios, a possibilidade de conhecer novas pessoas“, conta Gabriel Oda de Paiva, aluno da 2ª série do Ensino Médio do Colégio Mater Amabilis.

            “A busca pelo conhecimento foi minha principal motivação, pois sempre gostei muito de aprender. O desafio que a competição proporciona também me motiva“, diz Pedro Antonio Silva Ferreira, aluno da 2ª série do Ensino Médio do Colégio Mater Amabilis.

           “É o quarto ano que participo dessa competição, e somando com outras, já ganhei em torno de 15 medalhas. É legal ser premiado, mas também é muito legal aprender”, comenta Vinicius Forato Coracin, aluno do 9º ano do Colégio Villa Lobos.

           “Eu sempre gostei de estudar, mas a preparação para uma olimpíada traz uma forma mais divertida de aprender. É um desafio que faz eu querer me superar e crescer sempre”, explica Maria Gabriela Lustosa Oliveira, aluna do 9º ano do Colégio Villa Lobos.

 

Professor de Física, Caio Gomes, e alunos medalhistas do Colégio Mater Amabilis

 

Mantenedor e alunos medalhistas do Colégio Villa Lobos

 

Confira abaixo os nomes de todos os medalhistas do Sistema de Ensino Poliedro:

 

Colégio Poliedro

Gustavo Masakiti Miura (1ª série EM) – Ouro

Arthur Lopes Dal Mago (3ª série EM) – Ouro

Thiago Origo Duarte (3ª série EM) – Ouro

Tiago Assmann Fontana (3ª série EM) – Ouro

 

Bruno Sussel Mendes Cunha Bastos (1ª série EM) – Prata

José André da Silva Reis Nunes (2ª série EM) – Prata

 

Gabriel de Souza Chaves Batista (8º ano) – Bronze

Bernardo Dias (3ª série EM) – Bronze

Enrico Scanavini Bianchini (3ª série EM) – Bronze

 

Colégio Villa Lobos

Sophia Pruss e Gonsales (8º ano) - Ouro

Maria Gabriela Lustosa Oliveira (9º ano) - Ouro

 

Vinicius Forato Coracin (9º ano) - Prata

João Luca Alves Ferreira (8º ano) - Prata

 

Enzo Massoni Gobbato Belpiede (6º ano) - Bronze

Lucas Bertucci Turner Carreira (7º ano) - Bronze

Matheus Paiato Pinto (8º ano) - Bronze

Karen Catanzaro de Almeida (9º ano) – Bronze

 

Colégio Mater Amabilis

Gabriel Oda de Paiva (2ª série EM) – Prata

Pedro Antonio Silva Ferreira (2ª série EM) – Prata

 

 

Bernardo Dias, ex-aluno do Colégio Poliedro e aluno do ITA, aprovado aos 15 anos de idade, recebe medalha de Bronze na cerimônia de premiação da OPF 

 

Aluna do Colégio Villa Lobos recebe medalha de Ouro na OPF

 

Aluno do Colégio Poliedro recebe medalha de Bronze na OPF

 

Veja o álbum de fotos da cerimônia de premiação da OPF em nossa página no Facebook.

Poliedro Sistema de Ensino
Política de Privacidade - Termos de uso - Desenvolvimento @2016 Poliedro - Todos os direitos reservados.