Not support Recaptcha
Pular navegação

Práticas Pedagógicas

5 dicas para implementar novas tecnologias na sala de aula

29 de março de 2021

Compartilhe

Tags

  • recursos digitais
  • tecnologia
  • Tecnologia educacional

5 dicas para implementar novas tecnologias na sala de aula

A tecnologia na escola hoje é muito diferente do que era há alguns anos. Em pouco tempo, dispositivos digitais e aplicativos se tornaram as ferramentas mais utilizadas pelos educadores na sala de aula, abrindo caminho para que diversos tipos de metodologias ativas pudessem fazer parte do dia a dia escolar. 

O uso de ferramentas digitais torna a aprendizagem mais significativa, pois, relacionam os conteúdos e métodos à realidade dos estudantes. Em um mundo em constante evolução, a educação precisa andar junto a essa transformação, trazendo cada vez mais novas tecnologias para a sala de aula.

Nesse novo cenário digital, o estudante assume um papel mais protagonista no processo de construção do conhecimento, mas ainda é preciso haver um educador que saiba utilizar esses recursos e acompanhar seus resultados.

Neste post, você descobrirá algumas dicas para trazer mais tecnologia para o cotidiano da sua escola. Boa leitura!

1 Tenha a aprendizagem como foco

Um dos primeiros passos para implementar novas tecnologias no ambiente escolar é entender bem o propósito educacional de cada ferramenta escolhida. A tecnologia não deve estar apenas presente na sala de aula como uma forma de atrair novos alunos.

Quando bem utilizadas, inovações tecnológicas despertam a curiosidade, estimulando o desenvolvimento cognitivo e trabalhando para uma melhora na aprendizagem. Por isso que é tão importante que as inovações tecnológicas sejam inseridas de forma contextualizada e alinhada com as expectativas dos estudantes e educadores.

A escola também deve entender se a ferramenta digital escolhida é adequada para o nível de conhecimento dos estudantes. Por isso, é necessário muito estudo e planejamento na hora de decidir quais serão as plataformas implementadas pela escola.

2 Aposte nas ferramentas corretas para a sua escola

A escola deve enxergar a sua realidade para entender quais ferramentas ou recursos que farão sentido dentro do ambiente escolar. Não existe uma ferramenta única que funciona para todas as instituições de ensino. O que pode dar certo para uma escola, não necessariamente funciona para outra.

A escolha de ferramentas certas é ponto central da transformação tecnológica no contexto educacional. Essa deve ser uma preocupação dos gestores e educadores, pois, vai influenciar diretamente o sucesso da aprendizagem.

Existem muitas ferramentas disponíveis, e isso pode causar uma indecisão na hora de escolher a mais apropriada. Ferramentas adequadas vão gerar engajamento, estímulo e interação. Por isso, um estudo sobre os benefícios e as maneiras certas de incluir cada uma dessas tecnologias é fundamental.

3 Estimule a formação continuada do corpo docente

É fundamental ter uma estratégia de formação continuada para o corpo docente que contemple também os avanços das tecnologias educacionais, já que as mudanças trazidas pelos novos recursos e ferramentas têm um grande impacto no processo de ensino e aprendizagem.

O professor precisa saber guiar os estudantes sobre onde colher informação, como tratá-la e como utilizá-la. É ele que realiza a mediação entre o conhecimento e os estudantes, por isso, é importante desenvolver nesses educadores as competências necessárias para utilizar os recursos disponíveis de forma significativa.

4 Invista no Ensino Híbrido

Já abordamos diversas vezes aqui no blog sobre a importância do Ensino Híbrido e como esse novo conceito promete transformar a maneira como os estudantes constroem seus conhecimentos.

A metodologia que mescla aulas presenciais com um ambiente digital já não é mais novidade para ninguém, e a maioria das escolas brasileiras já adotou algum tipo de estratégia que envolva plataformas digitais, aplicativos e videoaulas.

Além das facilidades trazidas pelo ensino remoto, a modalidade ainda ajuda no desenvolvimento de habilidades importantes para os estudantes, como a autonomia, a proatividade e a solução de problemas.

O Ensino Híbrido ainda permite a personalização da aula de acordo com as necessidades individuais dos estudantes enquanto o professor faz um acompanhamento mais próximo da aprendizagem da turma. 

5 Utilize sistemas de ensino

Existem diversas ferramentas educacionais disponíveis no mercado atualmente, o que pode causar confusão na hora de escolher a tecnologia que melhor se adapta à realidade da escola. Com o uso de um Sistema de Ensino, como o Poliedro, é muito mais fácil garantir que as ferramentas digitais utilizadas em sala de aula tenham o seu devido propósito educacional.

O Poliedro Sistema de Ensino oferece a todas as suas escolas associadas diversas soluções que trazem a tecnologia para dentro do ambiente escolar de forma significativa. Com a plataforma AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) e o aplicativo P+, nossas escolas associadas têm acesso a videoaulas, atividades, livros digitais e muito mais. Nossas ferramentas ainda permitem aos educadores identificar a dificuldade de cada estudante e de acompanhar o seu desempenho.

Gostou destas sugestões para implementar novas tecnologias na sala de aula? Então confira também nossa matéria com 7 dicas de como fazer uma videoaula.

Siga o Sistema Poliedro
nas redes sociais.

O que podemos fazer
pelo seu futuro?

Notícias relacionadas