Not support Recaptcha
Pular navegação

Gestão Escolar

6 temas para formação continuada de professores em 2022

08 de dezembro de 2021

Tags

  • Gestão Escolar

7 Temas Para Formação Continuada de Professores em 2022

Quem atua dentro de sala de aula sabe quantos desafios precisam ser vencidos todos os dias. Afinal, cada estudante apresenta sua própria personalidade e necessidades de aprendizado distintas. Isso faz com que os professores tenham que desenvolver as melhores técnicas e estratégias para lidar com tamanha diversidade, oferecendo o melhor processo de aprendizado possível.

Esse desafio aumenta quando consideramos as transformações pelas quais a sociedade vem passando nos últimos anos, com o surgimento de novas tecnologias, que impactam diretamente as metodologias de ensino. 

É nesse contexto que entra a formação continuada dos educadores, que tem grande relevância para que eles estejam sempre atualizados e preparados para a sala de aula. Acompanhe a leitura para conhecer 6 Temas para formação continuada de professores em 2022!

O que é a formação continuada de professores?

Formação continuada é o processo permanente de atualização e aperfeiçoamento dos saberes e das habilidades necessários à atividade dos professores. 

Essa etapa deve ser realizada após o término da formação inicial do profissional (formação universitária) e precisa ser constante para assegurar um processo de ensino-aprendizagem cada vez melhor dentro da instituição de ensino.

Com a formação continuada, o educador tem acesso às novidades na sua área de atuação em termos de didática, metodologias de ensino, tecnologias, entre outros temas. Assim, o professor consegue unir o novo conhecimento adquirido às bases aprendidas na formação universitária.

O processo de formação e atualização pode ser feito de diferentes maneiras, a exemplo de cursos de curta duração, palestras, oficinas, aulas on-line, entre outras.

A importância da capacitação contínua de professores 

A formação continuada é fundamental para todo o corpo docente de uma instituição de ensino. Afinal, esse recurso melhora o desempenho dos profissionais, reconhece a importância dos educadores e traz resultados mais satisfatórios ao processo de ensino-aprendizagem dos estudantes. 

Professores atualizados são capazes de formar crianças e adolescentes mais autônomos, prontos para exercerem seu papel como cidadãos, capacitados para lidar com os desafios da vida e para serem agentes de transformação do mundo ao seu redor.

Além disso, a escola que investe em formação continuada para seus profissionais melhora a atuação dos professores e fortalece a relação com eles, que se sentem mais valorizados, reconhecidos e com espaço para uma constante evolução profissional. Com isso, os educadores tendem a uma performance melhor e mais confiante na sala de aula. 

Temas para formação continuada de professores em 2022

A seguir, você confere quais são os 6 principais temas relevantes para serem trazidos na formação continuada dos professores da sua instituição de ensino em 2022. Continue a leitura!

1 – O futuro da educação

O mundo passou por inúmeras mudanças nas últimas décadas. É preciso adaptar a educação a essa nova fase e também aos desafios que estão por vir nos próximos anos. 

Por isso, para que a escola não fique para trás, os professores devem estar atualizados quanto às principais inovações e tendências no mercado educacional, como novas pesquisas sobre a área, impactos da tecnologia no processo de ensino-aprendizagem, temas relevantes que devem ser tratados com os estudantes, problemáticas do campo da educação etc. 

2 – Tecnologia no ensino

Esse tema está bastante relacionado com o tópico anterior, mas é mais focado na aplicação prática das novas tecnologias digitais no processo de ensino-aprendizagem. 

As ferramentas digitais estão cada vez mais presentes em nosso cotidiano, e os membros das gerações Z e Alpha são usuários assíduos da internet. Por essa razão, é preciso que escolas e processos estejam inteirados sobre o assunto e saibam usar a tecnologia a favor da educação.

Na formação continuada, os educadores podem se atualizar em como aproveitar os benefícios dos recursos digitais em sala de aula, utilizando a tecnologia para despertar o interesse dos estudantes e proporcionar uma experiência de ensino mais dinâmica e multidisciplinar. 

Existem inúmeras ferramentas que, se os professores souberem utilizar de forma correta, podem ser muito benéficas, como lousas digitais, videoaulas, podcasts, e-books, jogos on-line, apps interativos, entre outros. 

3 – Estímulo à criatividade dos estudantes

Estimular a criatividade é algo essencial para a formação de crianças e adolescentes, já que essa habilidade permite que os jovens saiam à frente nos desafios da vida, tornando-se mais capazes de solucionar problemas, pensar “fora da caixa” e inovar.

Por isso, a formação continuada de professores deve abordar esse tema, mostrando aos profissionais formas de incentivar, em sala de aula, o uso e o desenvolvimento da criatividade nos estudantes.

4 – Aplicação da BNCC na prática

A Base Nacional Comum Curricular já está em vigor, e é preciso que os professores estejam preparados para seguir as diretrizes desse documento em seu cotidiano na sala de aula.

Por isso, é importante que a escola invista em uma formação continuada para que os educadores estejam por dentro de tópicos, como parâmetros da BNCC, mudanças do currículo escolar, itinerários formativos, importância dos direitos de aprendizagem, desafios da aplicação da BNCC na prática, entre outros. 

Leia também: BNCC no ensino médio – como adotar na sua escola?

5 – Desenvolvimento de competências socioemocionais 

A BNCC também traz o conceito de competências socioemocionais, que devem ser desenvolvidas pelos professores em sala de aula.

Assim, esse é um tema importante para a formação continuada, que precisa abordar os 5 campos de competências socioemocionais (autoconhecimento, autogestão, consciência social, habilidades de relacionamento e tomada de decisão responsável) e como é possível estimular o desenvolvimento dessas práticas no processo de ensino. 

6 – Novas metodologias de ensino

As metodologias ativas de ensino têm ganhado mais espaço no contexto educacional brasileiro e são importantes ferramentas usadas para aperfeiçoar os processos de ensino e de aprendizagem das escolas. 

Isso porque, por meio dessas metodologias, os estudantes passam a ter mais autonomia e o professor atua como um mediador da aquisição de conhecimento, estimulando a interação, o engajamento e a criatividade. 

Em um momento em que o ensino híbrido tornou-se presente, as novas metodologias de ensino fazem-se ainda mais necessárias. 

É importante que os educadores estejam preparados para auxiliar os estudantes nesse caminho. Para isso, é essencial contar com uma formação continuada que aborde as características do ensino intencional, as formas de aprendizagem compartilhada e a mediação social.

Se este post foi útil para você, que tal conhecer mais sobre o Poliedro Sistema de Ensino e descobrir como combinar a essência da sua escola com o que há de mais avançado no mercado educacional? Acesse o site e confira!

Siga o Sistema Poliedro
nas redes sociais.

O que podemos fazer
pelo seu futuro?

Notícias relacionadas

Assine nossa newsletter