Not support Recaptcha
Pular navegação

Práticas Pedagógicas

Como a Técnica Pomodoro pode melhorar a atenção nos estudos

25 de maio de 2021

Compartilhe

Tags

  • atividades
  • Técnicas de Estudo

pomodoro

Já ouviu falar na Técnica Pomodoro? Desenvolvido no final dos anos 80 pelo pesquisador italiano Francesco Cirillo, a metodologia visa aumentar a produtividade através de uma estratégia que divide as horas de trabalho ou estudo em períodos com breves intervalos. Trata-se de uma ferramenta simples e eficaz de gerenciamento do tempo e estratégia para aumento gradual da concentração.

O método tem como base a ideia de que fluxos de trabalho divididos em blocos podem melhorar a agilidade do cérebro e estimular o foco. A técnica também contribui para maximizar o tempo e a eficiência na hora de desempenhar uma tarefa.

A técnica está cada vez mais sendo utilizada por estudantes que buscam aumentar o foco nos estudos, principalmente aqueles que não conseguem manter a concentração ou sofrem de ansiedade. Com as aulas on-line e o Ensino Remoto, o interesse em técnicas de concentração aumentou, e cada vez mais estudantes empregam a Técnica Pomodoro para dar continuidade às suas rotinas de estudos.

O Ciclo Pomodoro

A Técnica Pomodoro funciona em ciclos de concentração com intervalos para descanso. Pomodoro é o nome dado a um período de 25 minutos. Depois de cada “Pomodoro”, há um descanso de 5 minutos. Após quatro Pomodoros” de atividades, ou seja, 100 minutos de atividade com 15 minutos de pausas, há um descanso mais longo, de 30 minutos.

É preciso ter em mente que cada “Pomodoro” de 25 minutos não deve ser interrompido. Isso significa que caso haja uma distração que tire a concentração, aquele ciclo é finalizado, para depois ser retomado com foco total na atividade.

Dessa forma, é mais fácil manter o foco nos estudos, aumentando a produtividade e a motivação. Além disso, ao ter um tempo de intervalo para descanso já definido, evita-se fazer pausas que durem mais que o necessário.

A cada quatro ciclos, é preciso realizar um intervalo longo de 30 minutos para descansar. Esses intervalos entre os “Pomodoros” são fundamentais para dar um ânimo e aumentar a agilidade mental. É importante ressaltar que estudantes que já conseguem se concentrar por mais que 25 minutos ininterruptos podem seguir o uso da Técnica Pomodoro com períodos maiores que 25 minutos, usando, no entanto, a mesma sugestão de períodos de pausa.

Meditação e outras estratégias para aumento de produtividade

Além da Técnica Pomodoro, há diversas outras práticas para trabalhar a concentração e aumentar a produtividade no trabalho ou nos estudos.

Uma das maneiras mais conhecidas é a meditação. Exercícios de meditação variam conforme a cultura em que são ensinados. Normalmente, a meditação é feita com a pessoa sentada e de olhos fechados, mas você também pode praticar de pé, com os olhos abertos, ou até mesmo enquanto faz sua caminhada diária.

Há meditações guiadas no YouTube, em aplicativos ou em outros canais de mídia, porém, é possível simplesmente direcionar o foco para sua respiração, na inspiração e na expiração. O importante aqui é desconectar por alguns minutos modulando a mente para relaxar e aproveitar melhor os momentos de concentração necessários.

Manter hábitos saudáveis, como ter o número adequado de horas de sono diariamente, se alimentar bem, praticar exercícios físicos e dosar o tempo de tela em computadores e smartphones também são uma ótima maneira para aumentar a produtividade.

Uma rotina saudável permite que o estudante dedique o tempo adequado para os estudos todos os dias, aumentando assim a produtividade e a concentração.

Ainda sobrou tempo após ler o artigo? Então, aproveite para entrar em contato com nossos especialistas educacionais por meio deste link.

Siga o Sistema Poliedro
nas redes sociais.

O que podemos fazer
pelo seu futuro?

Notícias relacionadas